6340 – Medicina – O Câncer de Fígado


É um tipo de câncer que nem sempre tem cura e pode levar a morte em poucos meses. Ele geralmente tem início no revestimento dos canais biliares do fígado ou da vesícula biliar e causa sintomas como uma intensa dor abdominal localizada no lado direito do abdômem. Sua taxa de sobrevida ronda os 5 anos em menos da metade dos casos.
Radioterapia, quimioterapia e transplante do órgão são as hipóteses de tratamento para o câncer de fígado.
Para identificar o câncer de fígado o médico deve realizar exames de raio x de abdomem, tomografia computadorizada, ressonância magnética e se houver suspeita, biópsia do tecido do fígado para comprovar a existência de células cancerígenas no órgão.
Os sintomas que levam à suspeita de câncer no fígado envolve o comprometimento geral do estado de saúde e:

grande massa localizada na região superior direita do abdômem,
dor abdominal,
icterícia,
anorexia e
emagrecimento.
Quando o câncer é detectado precocemente, o tumor pode ser removido cirurgicamente, mas na maioria dos casos o câncer de fígado só é descoberto numa fase avançada, diminuindo as suas chances de cura.
Os indivíduos com colite ulcerativa e com colangite esclerosante de longa duração podem desenvolver um câncer no fígado mais facilmente que os indivíduos saudáveis.
Os tipos de câncer que podem se desenvolver no fígado são colangiocarcinoma, hepatoblastoma ou o angiossarcoma. Outras possíveis causas do desenvolvimento do câncer de fígado são o alcoolismo, má alimentação e abuso de medicamentos.

Como tratar o câncer de fígado
Para o tratamento do câncer de fígado indica-se a remoção da área afetada, quando ele é descoberto precocemente e quando isto é viável, radioterapia e quimioterapia. Em alguns casos o transplante de fígado pode ser a única chance de salvar a vida do paciente.

About these ads