Todos os posts de carlosrossi

Sobre carlosrossi

Autodidata - ☻Mega Arquivo - Início em Março de 1988

5606 – Qual a maior biblioteca do mundo?


A maior coleção de livros do mundo pertence à Biblioteca do Congresso Americano, fundada em 1800, em Washington. São cerca de 121 milhões de volumes que ocupam 853 quilômetros de estantes. Além de livros impressos, a biblioteca reúne manuscritos, fotografias, músicas, filmes e recursos audiovisuais. A cada dia, mais de 20 000 novos itens são adicionados ao acervo, que começou com a biblioteca particular de Benjamin Franklin. Ali estão catalogados livros em 460 línguas, o que faz dessa biblioteca a maior fonte de pesquisas do planeta. Para manter-se atualizada, conta com sucursais espalhadas por 60 países (inclusive o Brasil), com funcionários responsáveis por pesquisar e coletar material.
• A primeira biblioteca de que se tem notícia foi idealizada pelo faraó Ramsés II, há 3 000 anos. O rei egípcio chamava poeticamente sua coleção de papiros de “remédios da alma”.

5605 – Livro – A Bíblia, o 1°, o mais vendido e o mais lido


O maior best seller de todos os tempos

Uma Bíblia de 641 páginas foi o primeiro livro impresso pelo alemão Johan Gutemberg. Ele inventou a técnica da impressão provavelmente em 1453, mas só completou seu primeiro livro em 1455. Para imprimir cada página Gutemberg precisou forjar letras em chumbo e depois arranjá-las uma a uma, manualmente, para formar painéis com palavras compondo linhas. Para piorar seu trabalho, o estilo de escrita da época era a gótica, com letras cheias de volteios. Uma vez impressa uma página, era preciso deixá-la secar para depois imprimir no verso. Foram feitos cerca de 300 exemplares, mas nem todos eram iguais – alguns tinham as letras iniciais de cada capítulo caprichosamente pintadas à mão. Gutemberg, filho de um alto funcionário da Casa da Moeda da região da Mogúncia (Alemanha), teve a idéia de criar a imprensa ao ver moedas serem cunhadas. A invenção é considerada uma das mais importantes da história da humanidade pelas profundas mudanças que provocou na difusão do conhecimento no mundo inteiro.

• A Bíblia também é o livro mais vendido. Somente de 1815 a 1998 foram comercializados 3,88 bilhões de exemplares no mundo inteiro.
• O escritor mais rico do mundo é Stephen King, autor de Carrie, a Estranha, com uma fortuna avaliada em 84 milhões de dólares.
• O americano Tom Clancy recebeu o maior adiantamento já oferecido a um escritor. Ele embolsou 75 milhões de dólares pelo compromisso de escrever dois livros para a Editora Penguin.
O primeiro texto de ficção com autoria reconhecida foi composto por uma mulher chamada Enheduanna há 4 000 anos. Ela era a sacerdotisa de Ur, capital da civilização mesopotâmica, que se desenvolveu onde hoje fica o sudeste do Iraque. Enheduanna era a mais alta autoridade mesopotâmica e escreveu um longo poema épico dedicado à deusa Innana. Luta por poder, agonia, êxtase e louvor fazem parte da poesia, descoberta no começo do século XX e que hoje está sendo estudada na Universidade de Berkeley, na Califórnia, Estados Unidos. O texto foi escrito no alfabeto cuneiforme e gravado em pequenos tabletes de argila. O retrato da deusa, profundamente humano e cheio de nuanças psicológicas, fala de uma mulher doce e amorosa, mas que também é capaz de se transformar numa pessoa feroz e cruel.

• A primeira forma de escrita inventada pelo homem foi a cuneiforme, gravada em tabletes de argila, criada pelos babilônios há mais de 4 000 anos onde hoje é o Iraque.

5604 – Qual a maior escultura do mundo?


É a do índio sioux Crazy Horse (Cavalo Louco), com 175 metros de altura e 195 metros de comprimento. A obra, ainda incompleta, foi começada em 1939 nas Montanhas Negras do Estado de Dakota do Sul, EUA, pelo escultor americano Korczak Ziolowsky, que morreu em 1982 sem vê-la terminada. Hoje, sua família continua a obra gigantesca, que deverá demorar muitos anos para ficar pronta. Para fazê-la, foi preciso explodir com dinamite várias toneladas de rochas e instalar um teleférico para esculpir a cabeça. Entre 1860 e 1870, Crazy Horse combateu o Exército americano empenhado em conquistar o oeste, conseguindo várias importantes vitórias. Na mesma cadeia de montanhas estão também esculpidas as cabeças dos quatro presidentes americanos mais famosos – George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln –, conhecidas como Memorial Nacional do Monte Rushmore. Cada cabeça do monumento tem 18 metros de altura.

5603 – Curiosidades do Cinema


As primeiras imagens com movimento a serem projetadas foram filmadas, em 1895, pelos irmãos Auguste e Louis Lumière, os inventores do cinema. Elas mostram a chegada de um trem numa estação. Exibidas numa pequena sala como curiosidade, assustaram alguns espectadores, que fugiram apavorados ao ver a imagem da locomotiva se aproximando. Logo o cinema tornou-se espetáculo, arte, diversão – e uma máquina de fazer dinheiro. Filmes como o clássico E o Vento Levou…(EUA, 1939), que vendeu quase 200 milhões de ingressos só nos Estados Unidos, poderiam bater a arrecadação de bilheterias estrondosas, como a do recordista atual, Titanic, caso fosse feita a correção da inflação.
• O maior fracasso de bilheteria de todos os tempos pertence ao filme A Ilha da Garganta Cortada (1995). Custou 100 milhões de dólares e não conseguiu recuperar mais que 10% do investimento.
• O filme de maior duração é Cura para a Insônia, com 85 horas. A maior parte do filme, do artista plástico americano Henry Timmis IV, consiste na leitura de um poema de 4 080 páginas por um ator.
• O maior estúdio de cinema do mundo é o da Universal, em Los Angeles, com 260 hectares de área e 34 estúdios de som.

5602 – Olimpíadas – Competir é melhor do que guerrear


Luta corpo-a-corpo, provas de velocidade, saltos, arremesso de pesos e lanças e corridas de carros de guerra foram as modalidades esportivas praticadas nas primeiras Olimpíadas, criadas em 776 a.C. na cidade de Olímpia, Grécia, onde havia o mais importante templo grego dedicado a Zeus. Os Jogos Olímpicos, realizados de quatro em quatro anos, eram tão importantes entre os gregos que até guerras eram interrompidas no período das competições. Com as Olimpíadas nasce a noção de esporte como meio de confraternização entre os povos, pois as competições reuniam atletas vindos de colônias gregas espalhadas por toda a região do Mediterrâneo. As Olimpíadas duraram mais de 1 000 anos e só terminaram quando, em 394 d.C., o imperador romano Teodósio, convertido ao cristianismo, ordenou o fim da adoração a Zeus entre os gregos – que haviam sido dominados pelos romanos.
O americano Raymond Ewryo foi o atleta que mais ganhou medalhas em toda a história dos Jogos da Era Moderna, com dez medalhas conquistadas entre 1900 e 1908. Já o nadador Mark Spitz, também dos Estados Unidos, detém o recorde de medalhas numa mesma Olimpíada.
No ano de 1972, em Munique, Alemanha, ele conseguiu conquistar sete medalhas.
O homem mais rápido do mundo é o americano Maurice Greene. Ele quebrou o recorde dos 100 metros com 9,79 segundos, no dia 16 de junho de 1999, numa prova em Atenas, na Grécia. Greene conseguiu outros dois feitos memoráveis: pela primeira vez na história, desde 1960, quando o tempo eletrônico foi introduzido, um atleta superou o recorde com uma diferença de apenas 0,05 segundo – a marca anterior, de 9,75 segundos, pertencia ao canadense Donovan Bailey, que a havia estabelecido nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996. Greene também igualou o seu tempo ao de Ben Johnson, o canadense que, em 1998, havia atingido os mesmos 9,79 segundos. A diferença é que o recorde de Ben Johnson foi invalidado depois que testes comprovaram o uso de substâncias proibidas. Ao chegar ao mesmo resultado, Greene provou que é possível aos atletas quebrarem mesmo os recordes mais difíceis sem precisar recorrer a drogas.

• A atleta dos 100 metros mais rápida de todos os tempos é Florence Griffith Joyner, também dos Estados Unidos, conhecida como Flo-Jo. Sua marca, de 10,49 segundos, foi estabelecida em 1988.
• O maratonista mais rápido do mundo é o marroquino Khalid Khannouchi. Em 1999, em Chicago, nos Estados Unidos, ele terminou a prova em 2 horas, 5 minutos e 42 segundos.

5601 – Qual o maior museu do mundo?


O Smithsonian Institution, em Washington, reúne o maior acervo do mundo, com 140 milhões de peças que vão desde fósseis de dinossauros a pinturas de autores modernistas, passando por aviões e cápsulas de espaçonaves. São, ao todo, 16 museus divididos tematicamente, que ocupam uma série de edifícios nas proximidades do Capitólio, a sede do Congresso americano. O instituto foi criado em 1846 graças às doações de um rico cientista inglês, James Smithson, e vem sendo constantemente aumentado. História, ciências naturais, arte e folclore e até um museu do Correio integram o instituto. Mas o mais popular é o Museu Aéreo e Espacial, com originais dos primeiros aviões e espaçonaves, entre eles a cápsula da Apolo 11, que levou o homem à Lua.

• O Museu de História Natural de Nova York, que se espalha por 19 edificios, é o maior museu, em espaço ocupado.
• O Louvre de Paris é o primeiro museu público do mundo, criado em 1793 por Napoleão. É, também, o maior dedicado às artes, com 400 000 itens, incluindo a Mona Lisa de Leonardo da Vinci e a Vênus de Milo.

O Museu Americano de História Natural (American Museum of Natural History, em inglês) é um museu dos Estados Unidos da América, localizado em Nova Iorque e fundado em 1869. É especialmente reconhecido pela sua vasta colecção de fósseis, incluindo de espécies de Dinossauros. Uma das grandes atrações do museu é uma coleção de esqueletos de dinossauro, com mais de 30 milhões de fósseis e artefatos espalhados por 42 salas de exibição.Um barossauro de aproximadamente 15 m dá as boas vindas aos visitantes na entrada.

Fachada do museu de New York

5600 – O que é cultura?


Esta é uma daquelas palavras “guarda-chuva”, que servem para definir um monte de coisas. No seu sentido mais amplo, é tudo aquilo que a inteligência humana é capaz de realizar. A linguagem, as artes plásticas, a ciência, as formas de lazer, a religião, o esporte e até a guerra são todos partes da cultura humana. Como a definição da palavra engloba quase qualquer coisa que fazemos, é preciso muitas vezes restringir seu significado. Por isso, é comum falar em cultura para se referir a algumas formas artísticas consagradas, como a pintura, a escultura, a música, a dança ou o teatro. Essas formas de cultura estão ligadas a um desejo de passar uma mensagem. Os destinatários podem ser divindades, outras pessoas que estão ao redor, ou mesmo gerações futuras. Mas também há formas de cultura voltadas para satisfazer nossa vontade de diversão, de prazer, de “passar o tempo” de uma maneira agradável. Todas têm o seu valor porque, juntas, cumprem uma função essencial: a de nos unir no grande corpo que chamamos civilização humana.

5599 – Qual o maior recife do mundo?


Acredite se quiser, aqui só tem um recife!

A Grande Barreira de Corais australiana é a maior do mundo. Avança por mais de 2 000 quilômetros acompanhando o desenho da costa do Estado de Queensland, no nordeste do país. Fica a apenas 16 quilômetros do continente nos pontos mais próximos e, nos mais distantes, a 160 quilômetros. A barreira não é um único recife, como se poderia imaginar, mas sim a soma de 2 900 deles. Mas como e quando esse imenso corpo submerso se formou? Pela junção de restos de incontáveis organismos marinhos, que deram origem a uma estrutura de pedra calcária, os recifes de corais, num processo iniciado há 20 milhões de anos. Não se deve confundir os corais com vegetais. Eles pertencem, na verdade, ao reino animal. São celenterados, pequenos pólipos cilíndricos, que, ao morrer, deixam um esqueleto calcário que vai se amontoando até formar os recifes. Os corais nascem em águas quentes e iluminadas, com temperatura geralmente acima de 22 graus Celsius, como é o caso desse trecho do litoral australiano. A Grande Barreira, por suas águas calmas e protegidas, também é rica em biodiversidade: além de 300 espécies de corais, abriga 200 000 espécies de peixes.

5598 – Biologia – A melhor audição do planeta


O radar do morcego é fichinha

Nenhum animal terrestre tem ouvidos mais aguçados que as corujas-de-celeiro (Tyto alba). Apesar de não possuírem orelhas visíveis, elas conseguem distinguir o farfalhar causado por um camundongo sob um fardo de feno a dezenas de metros de distância. Nas noites mais escuras, guiam-se somente pela audição até o ponto exato onde se esconde a presa. Para conseguir ouvir tão bem, as corujas usam um truque. Quando estão caçando, elas movem as penas do rosto de modo a deixá-las com o formato de uma antena parabólica, que amplifica os sons mais leves. Em lugares muito barulhentos, usam a plumagem para proteger os ouvidos, que, por sinal, são posicionados de maneira bem estranha no rosto da ave. Um fica no alto, perto da testa. O outro mais abaixo, na altura das narinas. Ainda bem que elas não têm mesmo orelhas, se não seriam bichos muito esquisitos.

• O troféu de melhor visão é dividido entre aves de rapina, como águias e falcões. Elas têm uma espécie de lupa nos olhos, que lhes permite focalizar uma presa a centenas de metros.

5597 -☻ Mega Notícias – Um farejador eletrônico de doenças


☻ Mega original

Você está no ☻ Mega Arquivo, versão digital

Ingleses desenvolveram um que vai reduzir de dias para horas o tempo de espara para o resultado de um grande n° de exames. Ele é capaz de detectar os gases produzidos pelas bactérias e distinguir entre as substâncias que exalam de cada microorganismo. Assim será possível analisar rapidamente uma amostra de sangue ou urina para saber se está contaminada.
Antártida – Gelo já derrete há 10 mil anos
Cientistas da Universidade de Washington descobriram que as grandes plataformas de gelo do Polo Sul se desmancham e encolhem 142 m por ano, ou seja, em 7 mil anos desaparecerão. O aquecimento pela industrialização não é o responsável pelo derretimento. Tal plataforma começou a derreter há 10 mil anos , quando o homem sequer havia saído da padra lascada. Mas as mudanças climáticas podem acelerar o processo.
Barbeiragem na rota de Marte
A nave Mars Climate Orbiter não se espatifou ao resvalar na atmosfera marciana. Ao contrário do que se pensou a princípio, o atrito com o ar de Marte apenas queimou um de seus propulsores e por isso não foi possível direcionar a nave para uma órbita segura e o aparelho acabou se perdendo no espaço interplanetário.

5596 – James Cameron desce ao ponto mais fundo dos oceanos


Ao que parece, James Cameron desenvolveu um gosto especial pelo fundo do mar após fazer filmes como “O Segredo do Abismo” e “Titanic”.
Mas, desta vez, ele foi mais longe: o cineasta americano usou um submarino especial para descer ao ponto mais profundo da Terra, a fossa das Marianas, no Pacífico.
O objetivo foi gravar imagens –ainda não divulgadas– para futuros filmes e documentários, incluindo uma continuação do seu blockbuster “Avatar” (2009).
“Mal posso esperar para dividir com vocês o que estou vendo”, tuitou Cameron quando terminou a descida.
Ainda não há detalhes sobre o que ele viu. Mas o cineasta adiantou na entrevista à imprensa concedida na segunda-feira que conseguiu enxergar algumas espécies e muita areia, “como um deserto”. “Parecia outro planeta”.
A depressão da fossa das Marianas fica a 11 quilômetros de profundidade, a leste das Filipinas.
O lugar é tão remoto –e custa tanto para ser explorado– que ninguém arriscou investigar a área desde 1960, quando dois tripulantes do submersível Trieste, da Marinha americana, passaram 20 minutos lá no fundo.
Só que eles não conseguiram ver muita coisa, porque a areia fina levantada na descida deixou a água turva.
“Chegar lá é fácil. O difícil é ir e voltar. Até hoje só três pessoas fizeram isso, e as duas últimas o fizeram há 52 anos”, disse a oceanógrafa Sylvia Earle, primeira pessoa a descer a 1.000 m de profundidade sem ajuda de submarinos, comemorando o feito do cineasta americano em Brasília.
Espero que daqui a alguns anos o Brasil esteja equipado com uma frota de submarinos que permita explorar os mares profundos. O Brasil, com seu interesse por exploração de petróleo em águas profundas, pode ser um líder tecnológico nessa área.”
O projeto de Cameron, batizado de “Deepsea Challenge” (Desafio do Mar Profundo), começou há sete anos. O patrocínio veio da “National Geographic” e da Rolex.
As gravações duraram seis horas e foram feitas por meio de câmaras de alta definição e 3D acopladas aos submersível de oito metros, que o cineasta ajudou a projetar.
Além das câmeras, claro, houve a necessidade de muita luz: o submersível tem 2,4 metros de lâmpadas de LED. Por causa da profundidade, a fossa das Marianas fica em escuridão permanente. “É bom ver a luz do Sol”, escreveu Cameron quando voltou à superfície.
Outro desafio é a pressão no fundo da fossa: cerca de mil vezes maior do que a no nível do mar.

5595 – Cinema – James Cameron e Kate Winslet vão à estreia de “Titanic 3D”


O diretor James Cameron e a atriz Kate Winslet estiveram hoje na estreia mundial da versão 3D do filme “Titanic”, no Royal Albert Hall, em Londres.
“Trabalhamos duro para converter ‘Titanic’ em uma joia 3D”, afirmou Cameron, diretor da obra, à Sky News. “Creio que as pessoas vão acreditar que o filmamos originalmente neste formato”, disse ele.
Winslet foi a protagonista do longa, em que faz par romântico com o ator Leonardo Di Caprio. Foi a partir de “Titanic” que a carreira da atriz destacou-se e Kate Winslet se tornou uma das atrizes mais bem pagas de Hollywood.
Lançado em 1997, “Titanic” ganhou 11 prêmios no Oscar e arrecadou mais de US$ 1,8 bilhão de dólares.
O relançamento de sua versão 3D marca o centenário do naufrágio do transatlântico.

5594 – Saúde – Desvendando o colesterol bom


As estatísticas sugerem que as pessoas com níveis elevados de um certo tipo de colesterol, o HDL (lipoproteínas de alta densidade) correm menos riscos de infarto causado por ateroesclerose, o entupimento das artérias. Por isso mesmo, o HDL é chamado colesterol bom, em oposição ao LDL (lipoproteínas de baixa densidade), o colesterol mau. Mas nunca ficou demonstrado que o HDL realmente impede a formação dos depósitos gordurosos que acabam por entupir as artérias. Sabia-se apenas que o HDL varre parte do colesterol mau da corrente sanguínea.
Recentemente, porém, pesquisadores do Laboratório Lawrence Berkeley, na Califórnia, verificaram que ratos inoculados com o gene do HDL humano deixavam de contrair a ateroesclerose – embora tivessem herdado a propensão à doença. Isso indica que o HDL efetivamente inibe a fase preliminar da ateroesclerose, ou seja, a fixação das gorduras que, sob a forma de placas, depois aderem às paredes das artérias. A descoberta poderá estimular a indústria farmacêutica a buscar medicamentos mais precisos para combater o colesterol. As drogas existentes baixam tanto o LDL como o HDL. No futuro, os remédios anti-colesterol continuariam a reduzir o LDL, mantendo ou até aumentando, porém, os níveis de HDL.

5593 – Nutrição & Saúde – Conheça os alimentos vilões


Quase tudo faz mal…

Alguns alimentos não só engordam como matam aos poucos:
Não estão proibidos, mas uma medida razoável é incluir um deles no cardápio uma vez por semana.
Recomenda-se olhar o rótulo do produto para checar seus ingredientes. E fique atento: o primeiro item da lista de ingredientes, geralmente, é o que está presente em maior quantidade na comida. Portanto, se açúcar ou gordura estiverem no topo da lista na embalagem, talvez seja melhor procurar uma opção mais saudável.
Alimentos industrializados em geral fazem mal, ricos em gordura saturada, conservantes e etc.
Na lista, a pizza pré cozida e a lasanha.
Lanchinho com salame e mortadela – Tais alimentos à base de carne, conhecidos como embutidos, foram inventados para facilitar as preparações e aumentar o prazo de validade do alimento. O problema é que eles possuem maior teor de gordura saturada em relação à carne natural.
Esse tipo de gordura, encontrado principalmente em produtos de origem animal, traz riscos à saúde quando ingerido em excesso, pois estimula o aumento dos níveis de colesterol e o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Os embutidos também contêm excesso de sódio – o que pode provocar pressão alta – e corantes – que podem causar alergias e problemas no estômago. Por fim, ainda há ali muitos conservantes, como o nitrito e o nitrato. No nosso organismo, eles são convertidos em substâncias potencialmente cancerígenas.
Caldos industrializados – Faça seu próprio tempero e esqueça os industrializados. Eles possuem altos teores de sódio e glutamato monossódico. O sódio, se consumido além dos limites diários recomendados, pode levar ao desenvolvimento da hipertensão ou piorar o problema se ele já existe. O problema do glutamato é ainda pior: estudos têm mostrado que o nosso organismo o utiliza como um transmissor de impulsos nervosos no cérebro e seu consumo tem sido associado com dificuldades de aprendizado, Mal de Alzheimer, Parkinson e câncer.
Aquele biscoitinho recheado:
Carregadas com açúcares, essas pequenas guloseimas possuem densidade energética assustadora”, diz um nutricionista pesquisador do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP.
Além do excesso de açúcar, os biscoitos recheados ainda contêm muita gordura saturada, o que favorece o aumento do LDL (o “colesterol ruim”) e a diminuição do HDL, considerado o “colesterol bom”. O desequilíbrio nas taxas de colesterol é fator de risco para o surgimento de doenças cardiovasculares graves. E, para completar, os aditivos usados para dar cor a essas bolachas também são prejudiciais à saúde e estão associados à hiperatividade e déficit de atenção.
Salgadinhos:
Outra delícia perigosa que adoramos consumir em momentos de ócio. Os salgadinhos também são fontes de glutamato monossódico, aquele sal sódico que cria um sabor mais encorpado ao produto.
Aumenta a pressão arterial.
Refrigerante:
Além de possuir muitas substâncias artificiais em sua composição, o refrigerante contém valor nutricional quase nulo.
Além de ser rica em açúcar, a bebida tem a capacidade de enganar os sistemas orgânicos relacionados ao controle das calorias ingeridas, apresentando íntima relação com o ganho excessivo de peso e a obesidade.
E, a menos que você seja diabético, não adianta tentar os diet – eles são ainda piores! “Refrigerantes contêm muitas substâncias químicas, mas pelo menos são feitos com açúcar, que é algo que o corpo reconhece e pode digerir. Já os refrigerantes diet, além de todas essas substâncias, ainda contêm aspartame como adoçante. Sua metabolização gera metanol, substância tóxica para os neurônios que, em excesso, provoca degeneração neural e está relacionada a doenças como mal de Alzheimer.
Batatinha frita e outras frituras:
Mesmo que você use óleo vegetal de boa qualidade para fritar suas batatas ou bife, comer alimentos fritos faz mal. A fritura faz com que ocorram alterações químicas no óleo utilizado, deixando de ser uma fonte de gordura insaturada (no caso dos óleos vegetais), fundamental para nossa saúde, e dando lugar à gordura saturada, que em excesso pode causar diversas doenças. Esse processo pode também promover a formação da gordura trans, que está diretamente relacionada ao aumento de doenças cardiovasculares e à piora do quadro de saúde de uma maneira geral. Além disso, o calor extremo estraga a estrutura química da molécula de gordura, produzindo uma substância potencialmente cancerígena chamada acroleína.
Churrasco:
Tome cuidado quando decidir fazer um churrasco também. Nesse caso, o problema está no processo de preparação, e não com o alimento.
A fumaça do carvão libera alcatrão e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, substâncias com alto potencial cancerígeno.
Margarina:
De novo, o colesterol. A maior parte das margarinas é feita com óleos vegetais líquidos hidrogenados – que são gordura trans. Essas gorduras não são reconhecidas pelo organismo, que não o metaboliza. Isso provoca acumulação de gordura na região abdominal e promove o aumento dos níveis de colesterol ruim e do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
Açúcar:
Quando consumido em excesso, é armazenado em nosso corpo sob a forma de triglicérides, aumentando o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, por ser calórico, pode levar à obesidade e, com ela, aumentar o risco de diabetes, hipertensão e dislipidemias.
Segundo os nutricionistas, tanto a sacarose (açúcar de mesa) quanto os açúcares de uso industrial estão relacionados à má qualidade da saúde. Então, já viu: nada de adoçar demais o cafezinho.
Sobrou pouca coisa pra comer.

5592 – Física – O desequilíbrio entre matéria e antimatéria


Há algumas semanas, resultados científicos obtidos pelo Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (Cern) e por uma experiência que utilizou um reator nuclear chinês conquistaram manchetes, ao menos no mundo da Física de partículas.
No Cern, em Genebra, átomos de antimatéria foram estudados pela primeira vez, por algumas dezenas de cientistas que trabalham no projeto Alpha. Na China, o reator da baía de Daya, na província de Guangdong, perto de Hong Kong, foi usado para confirmar que os neutrinos podem em breve assumir posição central em nossa compreensão de como o universo surgiu. Os dois resultados envolvem um dos maiores problemas não resolvidos na física fundamental: por que resta matéria no universo?
Ainda bem que resta matéria, porque por matéria designamos partículas como os elétrons e prótons, que formam átomos, pessoas, planetas e estrelas. Mas a situação é precária. Para cada partícula de matéria no universo existem cerca de um bilhão de partículas de luz. Em outras palavras, o universo é feito quase inteiramente de luz.
As partículas de matéria, em vasta inferioridade numérica, parecem ser um minúsculo resíduo deixado da espetacular queima de fogos que ocorreu no segundo posterior ao Big Bang. Aquele momento fugaz viu a produção de quantidades praticamente iguais de matéria e antimatéria, combinadas em um plasma quente. À medida que o universo se expandia e resfriava, os antielétrons começaram a se fundir com os elétrons e os antiprótons a se fundir com prótons, convertendo-os em partículas de luz.
Dessa forma, matéria e antimatéria se cancelavam mutuamente, deixando para trás um universo repleto de luz –excetuado aquele ínfimo resíduo.
A mensagem é clara: algo deve ter interferido para impedir que matéria e antimatéria se cancelassem de modo perfeito, e sem isso não estaríamos aqui para refletir sobre nosso notável universo.
RACIOCÍNIO MATEMÁTICO
A existência da antimatéria foi prevista em 1928 pelo físico britânico Paul Dirac, que mais tarde ganhou um Nobel. O feito de raciocínio puramente matemático de Dirac foi comprovado quatro anos mais tarde quando Carl Anderson descobriu o antielétron, em seu laboratório na Califórnia. De acordo com as equações de Dirac, a antimatéria devia se comportar exatamente como a matéria comum, com a exceção de que portaria a carga elétrica oposta.
A “simetria” entre matéria e antimatéria é a razão para que tenham sido criadas em volume igual no nascimento do universo e para que se tenham cancelado mutuamente de maneira quase completa.
Hoje, experiências de Física de partículas e hospitais (ao usarem tomografia por emissão de pósitrons) de todo o mundo produzem partículas de antimatéria rotineiramente e, na maioria dos casos, elas se comportam exatamente como Dirac previu. Assim, o que impede a perfeita simetria entre matéria e antimatéria?
As partículas de matéria e antimatéria foram observadas, em raras ocasiões, agindo de maneira diferente uma da outra, em experiências de laboratório. Os quarks e antiquarks (partículas usadas para construir o núcleo do átomo), especialmente, às vezes se desviam da simetria perfeita.
Em 1973, em outro feito de raciocínio matemático, os físicos japoneses Makoto Kobayashi e Toshihide Maskawa concluíram que a única maneira de enquadrar os resultados anormais era supor que deveriam existir pelo menos seis tipos de quark na natureza.
Na época, apenas quatro tipos haviam sido observados; deve ter sido muito satisfatório para eles quando os tipos restantes foram enfim observados, em 1977 e 1995. Assim, ainda que cada átomo do universo seja formado por apenas dois tipos de quark, ao que parece os quatro tipos restantes desempenham papel central na quebra da simetria entre matéria e antimatéria.
Uma reviravolta fascinante revelou que as diferenças entre os quarks e antiquarks não bastariam para explicar o volume de matéria existente no universo. A mensagem é clara: ainda não compreendemos plenamente as sutis diferenças entre matéria e antimatéria.
A experiência Alpha, do Cern, é mais um esforço com o objetivo de descobrir essas sutis diferenças, mas o que torna o projeto Alpha especial é a singularidade do teste que ele pode executar. O Cern produz anti-hidrogênio desde 1995, mas apenas agora esses átomos podem ser desacelerados, aprisionados (usando ímãs) e estudados por sondas de micro-ondas.
A expectativa teórica é de que o hidrogênio e o anti-hidrogênio absorvam e emitam luz (micro-ondas são uma forma de luz) exatamente da mesma maneira. Os resultados até o momento confirmam a premissa, mas o projeto apenas começou e a experiência planeja realizar mensuração precisa; a descoberta de qualquer desvio entre o hidrogênio e o anti-hidrogênio seria nada menos que sensacional.
Até o momento, as experiências de Física de partículas se concentraram primordialmente nas diferenças entre os quarks e os antiquarks. Os mais recentes esforços quanto a isso foram liderados por cientistas que trabalham no projeto Beauty do Large Hadron Collider, no Cern, mas quarks não são a única possibilidade.
Os neutrinos também têm parceiros de antimatéria. Foram menos bem estudados, basicamente porque detectá-los é muito mais difícil; só nos últimos anos a situação começou a mudar.
A experiência com o reator da baía de Daya, na China, envolve contar o número de antineutrinos emanados de um reator nuclear; o resultado, publicado em 8 de março, fez uma contribuição decisiva ao demonstrar, sem sombra de dúvida, que os neutrinos também podem contribuir para o debate sobre matéria e antimatéria.

5591 – Geologia – O calor do centro da Terra


Na Universidade de Londres foi calculado a temperatura do núcleo da Terra com uma precisão jamais vista e a marca foi de 6.396°C. Dois computadores simularam a altíssima pressão do núcleo e avaliaram o calor.
Nível do mar – Temperatura média de 15°C e pressão de 1 atmosfera
670 km – Temperatura 1500°C e pressão de 240 mil atmosferas
3 mil km – Temperatura de 4600 °C, pressão de 1,36 milhão de atmosferas
5 mil km – Temperatura de 6396,85°C e pressão de 3,3 milhão de atmosferas
Segundo uma dupla de geofísicos, o globo metálico – maior que a Lua – que forma o núcleo do planeta pode dar um giro extra a cada período de 700 a 1.200 anos.
Paul Richards e Xiaodong Song, que fizeram a primeira proposição e agora garantem tê-la confirmado, afirmam que essa volta extra do núcleo em relação ao resto do planeta pode ajudar a explicar como a Terra gera seu campo magnético.
Em seu novo estudo, publicado na Science, a dupla relata medições mais precisas de terremotos moderados que se originaram no Atlântico Sul. Comparando tremores com o mesmo epicentro e o mesmo padrão, e analisando a propagação das ondas sísmicas até o Alasca, eles viram indícios de que algo nas profundezas do planeta havia mudado entre a evolução de um e de outro terremoto.
A tese de Richards e Song, que iniciaram seus estudo no Observatório Lamont-Doherty da Universidade de Columbia, se baseia no fato de o núcleo da Terra ser uma grande esfera de ferro envolta por um mar de metal líquido quente, no qual ela flutua sem obstáculos.

5590 – Lixo espacial deixa astronautas em alerta


Folha Ciência

A tripulação da ISS (Estação Espacial Internacional) teve de se refugiar em cápsulas de fuga de emergência temendo uma colisão com um pedaço de lixo espacial.
O pedaço descartado de um foguete russo foi detectado na sexta-feira, quando já era tarde demais para mover a ISS.
A Nasa (agência espacial americana) afirmou que o objeto não chegou a se aproximar tanto da estação a ponto de constituir uma ameaça, mas acrescentou que era preciso tomar medidas de precaução.
Com frequência, a ISS enfrenta o risco de ser atingida por lixo especial. Em junho, um detrito chegou a 335 metros da plataforma espacial.
Segundo a agência espacial russa, o pedaço de foguete deste sábado passou a uma distância bem menor, a 23 quilômetros.
A tripulação hoje é composta pelos russos Oleg Kononenko, Antonb Shkaplerov e Anatoli Ivanishin; os americanos Donald Pettit e Daniel Burbank, e o holandês André Kuipers, da Esa (Agência Espacial Europeia).
A equipe recebeu ordens de se refugiar em duas cápsulas Soyuz na eventualidade de a estação ser atingida, mas um porta-voz da Nasa informou que eles receberam o sinal verde para regressar à estação na madrugada do sábado.
O ”exercício de abrigo”, segundo o porta-voz, foi realizado ”com extremo zelo e de forma muito cuidadosa”. Ele acrescentou que tudo ocorreu ”como manda o figurino e o pequeno detrito passou pela ISS sem que houvesse incidentes”.
A Nasa está atualmente rastreando cerca de 22 mil objetos que estão percorrendo a órbita terrestre, mas a agência espacial acredita que possam exitir milhões de objetos rondando o espaço, como consequência de décadas de programas espaciais.
Os detritos variam de tamanho, podendo ser desde pequenos objetos com menos de um centímetro de comprimento ou até grandes pedaços de foguetes, satélites que não operam mais ou tanques de combustível descartados.
Todos estes detritos que constituem o lixo espacial viajam a velocidades de vários quilômetros por segundo e, numa eventual colisão, podem provocar sérios danos à plataforma espacial ou a satélites.
Um dos eventos que provocou a maior criação de detritos se deu em 2007, quando a China usou um míssil para destruir um de seus próprios satélites. A explosão criou mais de 3.000 detritos, que puderam ser rastreados, e outras 150 mil partículas.

Lixo espacial

5589 – Mega Almanaque – O Goleiro Walter Corbo


Corbo no tradicional Peñarol

Mais uma figurinha do nosso almanaque, o excelente goleiro Walter Luiz Corbo Burmia (Montevidéu, 2 de maio de 1949) foi um goleiro uruguaio que sucedeu a outro famoso goleiro, Mazurkiewcz, o goleiro da Seleção uruguaia da copade 70 e que levou aquele famoso drible de Pelé, cuja bola caprichosamente saiu pra fora. Defendeu por muitos anos as cores da equipe do CA Peñarol e da Seleção do Uruguai. No currículo, Corbo tem também o título da Taça Teresa Herrera por CA Peñarol duas vezes, em 1974 e 1975.
Títulos pelo CA Peñarol
Copa Costa del Sol, Espanha: 1975
Torneio Costa do Sol: 1974, 1975
Copa Teresa Herrera: 1974, 1975
“Mohamed V Copa”: 1974
Cupa Transportes Aéreos Portugueses: 1974
Cupa Confraternidade Deportiva: 1973
Copa Atlántico Sul: 1972, 1973
Liguilla: 1974, 1975
Liga Uruguaia: 1973, 1974, 1975
Campeonato Gaúcho 1977, jogando pelo Grêmio

Corbo no Grêmio

Curiosidade – Walter Corbo participou daquele famoso jogo da briga entre jogadores Brasileiros e Uruguaios, jogado no Maracanã em 1976.

5588 – Um planeta além de Plutão


Situa-se 32 mil mais distante do Sol do que a Terra. Sem nome, ele estaria a 4,8 trilhões de km do centro do Sistema Solar e leva 6 milhões de anos para dar um giro completo à sua volta. Um cientista da Universidade Aberta de Londres, desconfiou de sua presença ao notar que 13 cometas bem conhecidos tinham uma órbita parecida, passando por uma mesma região do céu, então, deduziu que estão sendo puxados pela gravidade de um planetão ainda desconhecido. Se existir mesmo, o novo mundo está longe demais para ser visto daqui. Reflete tão pouca luz que é 10 milhões de vezes mais apagado que a estrela mais do céu.

5587 – ☻ Mega Notícias – Direto no Mal


☻ Mega Original

Cientistas americanos e franceses estão desenvolvendo uma forma nova de tratar feridas que o câncer provoca no pulmão e garganta. A idéia é usar um um spray com retinóide, espirrado sobre a área afetada, o derivado da vitamina A é 100 vezes mais eficiente do que se for tomado em pílulas.
Gordura atrapalha no parto – Quanto mais obesa a mulher grávida, menor a chance dela ter um parto normal. Essa foi a conclusão de uma pesquisa realizada pelo Hospital da Universidade de Duke, nos EUA.
Não assoe o nariz – Isso empurra o muco carregado de vírus para dentro do seio nasal. Podem surgir inflamações que sem serem graves aumentam o desconforto. A saída é tirar o excesso sem fazer muita força.
Pão amanhecido – Um arqueólogo do Museu da Universidade de Oxford, na Inglaterra ficou feliz de topar com farelos de pão encontrados em Yarton, na Inglaterra. Os pequenos nacos tem 5500 anos e junto deles estavam lascas de cerâmica e utensílios de cozinha, como facas e lâminas, a mais avançada tecnologia da pedra polida. O homem já cultivava o trido naquele tempo.